Como não se envolver nas energias negativas

O espírita na sociedade
20 de novembro de 2017
10 dicas para lidar com o estresse
20 de novembro de 2017

Como não se envolver nas energias negativas

The women meditates on the grass at sunset


As energias nos rodeiam diariamente, mas seriam elas as responsáveis por nossos atos?

Você tem o poder de escolher retrucar uma briga com uma pedra ou um abraço.

As energias positivas são capazes não apenas de nos proteger, como ajudar o próximo a perceber, com pequenos atos, a diferença das energias.

André Luiz deixou uma mensagem, psicografada por Chico Xavier que nos ajuda contra as energias negativas presentes diariamente em conversas, nos ambientes em que convivemos e até mesmo em locais públicos com desconhecidos.

“Não se irrite, sorria.

Não critique, auxilie.

Não grite, converse.

Não acuse, ampare.”

(André Luiz)

Quando situações ou pessoas estressadas tentarem te irritar, apenas sorria. Sua alegria e pensamentos bons te ajudaram a não se envolver em possíveis brigas.

É necessário não criticar as pessoas com pré-julgamentos. Entendê-las é o caminho para poder auxiliar da melhor maneira diante das situações e dificuldades.

É comum em brigas, a raiva motivar uma exaltação maior. Gritos são ruídos terríveis na comunicação dificultando o diálogo e o entendimento. O calor de uma discussão atrapalha a compreensão; pare, espere e quando os nervos esfriarem, converse. Uma briga pode ser apenas um pequeno grão que a conversa impede de virar uma erva daninha.

O erro pode ser uma explicação para todas as situações acima, mas afinal quem nunca errou? Antes de apontar o dedo e acusar o próximo, pensa em seus erros.

Ampare com carinho as pessoas que erram, pois ninguém é capaz de julgar ou condenar as pessoas.

A energias negativas de brigas, raivas e intrigas são alimentadas quando se tenta conflita-las. Ao responder com amor e caridade a proteção é inevitável, portanto abrace as pessoas e faça uma corrente de boas vibrações.

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Dualidade: Energias Coletivas

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Fontes: Imagem ilustrativa retirada de papicher.

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

 

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
//]]>